De quem vai o seu voto para Presidente do Brasil nesse segundo turno?

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

TSE suspende mais uma propaganda de Aécio Neves

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu três propagandas do candidato Aécio Neves (PSDB). Todas, de acordo com os ministros que julgaram as questões, não têm cunho propositivo. As decisões foram divulgadas hoje (21). Com isso, são sete propagandas de Aécio suspensas pelo TSE após a nova orientação do tribunal, determinada na semana passada. Em uma das propagandas, considerada “vazia de conteúdo propositivo”, além de “elaborada em tom jocoso”, pelo ministro Herman Benjamin, a coligação de Aécio diz que “Dilma e o PT estão fazendo a campanha mais baixa, agressiva e mentirosa de toda a história recente democrática do Brasil” e, ao final, afirmam que “Aécio é o Brasil sem medo do PT”. Benjamin também suspendeu uma propaganda da coligação de Aécio que insinua o retorno do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, condenado no processo do mensalão, a um eventual segundo governo de Dilma Rousseff. No trecho, a propaganda diz que a candidata petista mandou embora o ministro da Fazenda exatamente num período de inflação e diz que “José Dirceu está saindo da cadeia, não sei se ela está esperando ele para assumir”. Uma terceira peça, suspensa pelo ministro Tarcísio Vieira, mostra Dilma tecendo elogios a Aécio quando ele ainda era governador de Minas Gerais. A propaganda foi exibida em 19 de outubro, no rádio, em vários horários. A defesa de Dilma e sua coligação argumentaram que foram usados “artifícios para tecer elogios” a Aécio, “na medida em que se valeram de áudio descontextualizado”. (Política Livre)

Giovanna Antonelli é criticada ao postar foto das filhas de costas

Giovanna Antonelli recebeu muitas críticas na tarde desta terça-feira (21) após postar uma foto junto com as filhas gêmeas Sofia e Antônia, de quatro anos de idade, onde elas aparecem de costas. Segundo seguidores da atriz, ela sempre esconde o rosto das meninas e julgam a atitude desnecessária. Alguns fãs chegaram a comparar Giovanna com Juliana Paes. Eles comentaram que a atriz mostra fotos de seus filhos desde quando eles eram pequenos e nunca fez mistério nas redes sociais. Entre o time dos defensores, há aqueles que dizem que apenas Giovanna é uma pessoa pública e que as filhas dela não precisam ser expostas. As gêmeas são filhas do casamento da atriz com o diretor Leonardo Nogueira. A morena também é mãe de Pietro, de nove anos, fruto de seu relacionamento com o ator Murilo Benício. (Fuxico)

'Lacraia' fica preso pelos testículos ao tentar fugir de local de crime em Teixeira de Freitas

Um ladrão “atrapalhado” ficou preso pelos testículos, nesta segunda-feira (20) em Teixeira de Freitas, extremo sul da Bahia. O caso aconteceu quando Leonardo da Silva Santos, 24 anos, tentou arrombar uma residência e foi detido por populares. O acusado foi agredido e tentou fugir, quando pulava uma cerca de arame farpado, ficou preso pelos testículos. A Polícia foi acionada e o encaminhou para o Hospital onde passou por procedimentos médicos. No início da noite ele foi conduzido para a Delegacia. Leonardo, também conhecido como “Lacraia” é usuário de drogas, suspeito de vários arrombamentos ocorridos em diversos bairros da cidade. Ele já possui passagens por roubos e está detido na 8ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior. Informações do site Sul Bahia News.

Lula diz que tucanos atacam PT como nazistas na 2ª Guerra

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira, em comício no Recife, que os tucanos agridem petistas como fizeram os nazistas na Segunda Guerra Mundial. Em seu Estado natal, Lula voltou a atacar a postura do adversário de Dilma, Aécio Neves (PSDB), e chamou os oposicionistas de “intolerantes”. “Se o Nordeste leu o preconceito contra nós, as injustiças contra nós, parece que estão agredindo a gente como os nazistas agrediram na Segunda Guerra. Eles são intolerantes. Outro dia eu falei para eles: vocês são mais intolerantes que Herodes, que mandaram matar Jesus Cristo com medo de ele se tornar o que virou”, discursou Lula para uma multidão na praça do Diário, na capital pernambucana. “Vocês querem acabar com o PT, com a nossa presidente, achincalhar ela, chamar ela de leviana, só pode ser feito por um filhinho de papai, porque um nordestino jamais faria isso”, prosseguiu Lula, depois de fazer uma caminhada com Dilma pelas ruas do Recife. No único Estado do Nordeste em que Dilma não ganhou (Marina foi a mais votada), Lula voltou a colocar o Nordeste e os tucanos em lados opostos. O petista voltou a lembrar da frase em que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso diz que o PT tem mais votação entre os menos informados. “Não votamos na Dilma porque somos desinformados, votamos na Dilma porque conquistamos o direito de andar de cabeça erguida”, disse. Lula também criticou a revista inglesa The Economist, que pediu voto em Aécio Neves. "A gente vai ter que escolher nesta eleição, ou vota no candidato dos banqueiros, ou vota na candidata dos brasileiros", disse. Ele defendeu ainda que o Estado não dê nenhum voto para o PSDB. 
Em seu discurso, o ex-presidente também chamou Aécio Neves de "mal-educado" por ter chamado Dilma de leviana em um debate na televisão. "Onde estava o nosso candidato como essa moça, com apenas 20 anos de idade. Estava colocando a vida em risco para lutar pela liberdade do nosso País? Onde ele estava aprendendo a ser tão grosseiro, aprendendo a ser mal-educado, aprendendo a ofender tanto uma mulher que é presidente da República. Certamente não aprendeu com a mãe dele, nem com a avó", disse.

Rigor com campanhas teve apoio da sociedade, diz Toffoli

Durante sessão plenária desta terça-feira (21), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli, afirmou que a repercussão positiva da decisão da Corte de ser mais rigorosa com as campanhas eleitorais foi “quase unânime” com a “ampla maioria” dos meios de comunicação e da sociedade. “Recebemos o feedback de apoio à decisão tomada pela Corte”, disse o ministro. A defesa de Toffoli veio após críticas realizadas pelo procurador-geral da República e eleitoral, Rodrigo Janot. O entendimento do PGR é de que a mudança na jurisprudência no meio do processo eleitoral “desatende” a Constituição e gera insegurança. Janot chegou a falar em um “caminho perigoso” traçado pelo TSE. Após a segunda intervenção de Janot crítica à decisão da Corte, Toffoli aproveitou momento de votação para defender a alteração na orientação do tribunal: “Estava parecendo partida de futebol. O torcedor briga dentro do campo e a torcida se sente liberada a brigar”. (Agência Estado)A

Já deu uma nota ao seu chefe? Responda o teste e saiba como anda o seu ambiente de trabalho

Você confia no seu chefe? Gosta das pessoas com quem trabalha? Tem prazer em ir trabalhar? Tem orgulho de dizer onde trabalha? Conta com a melhor infraestrutura para alcançar os resultados que lhe são cobrados? Se as respostas a estas perguntas, pelo menos a maioria delas, for positiva, considere-se um privilegiado, pois muito provavelmente você atua em um local com um bom ambiente de trabalho.

Mas se ainda assim ficou na dúvida, o CORREIO convida você a realizar um teste produzido pelo Great Place to Work (GPTW), instituto responsável por pesquisar e elaborar mais de 20 listas com as Melhores Empresas para Trabalhar, seja no mundo, no Brasil ou na Bahia.
O responsável pelo conteúdo do instituto GPTW Brasil, Bruno Mendonça, explica que, apesar de ser apenas um indicativo, o teste produzido para o CORREIO (ver abaixo) é apenas uma prévia do que é feito na prática.
Mendonça diz que a metodologia adotada pelo GPTW inclui três pesquisas simultâneas, duas com os funcionários (com peso de 67% na nota final) e uma com a empresa (33% da nota final).

“Um dos estudos com os colaboradores é quantitativo e conta com 58 afirmativas organizadas de forma que podemos medir a percepção dos funcionários com relação a cinco dimensões da empresa: credibilidade, respeito, imparcialidade, orgulho e camaradagem”.

A outra, segundo ele, é a qualitativa, quando os funcionários expressam uma opinião positiva sobre a empresa e falam sobre as oportunidades de melhoria na organização.

Polícia analisa novas imagens de câmeras da faculdade onde adolescente foi morto

O adolescente Railan da Silva Santana, de 17 anos, foi morto a tiros dentro do estacionamento da Faculdade Área1, na Avenida Paralela, ontem de manhã. Os disparos provocaram pânico e correria entre os estudantes,  que tentavam se proteger dos disparos.
Segundo o coordenador geral da faculdade, Cristiano de Aguiar, Railan — que não era aluno da instituição — estaria tentando roubar a moto de um aluno da faculdade. “A vítima do assalto era estudante da instituição e estava vindo para a faculdade. O bandido provavelmente estava seguindo essa pessoa até aqui”, disse Cristiano, por volta de 11h30, quando a reportagem chegou ao local.  
Cerca de uma hora depois, Aguiar voltou atrás e disse  que nem a vítima, nem o atirador haviam sido identificados. “Não sabemos quem é essa pessoa (o atirador)”, afirmou. Por meio de uma nota, a Área1 informou que “houve uma tentativa de assalto a um policial que, após a abordagem, reagiu e feriu o assaltante”. Segundo comunicado  da faculdade, a tentativa de assalto ocorreu “na entrada da instituição”. 
Após os disparos, o assaltante teria fugido para dentro da faculdade para tentar se abrigar. Segundo Aguiar, depois de ser atingido, Railan pulou a catraca e se abrigou no banheiro, onde foi levado por policiais da 82ª Companhia Independente da Polícia Militar (82ª CIPM/CAB) e encaminhado para o Hospital Roberto Santos, mas não resistiu. Ele foi atingido na cabeça, no braço esquerdo e no tórax.

Câmeras
A faculdade é monitorada por câmeras, que foram analisadas pela polícia à tarde. Segundo nota emitida pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Railan aparece entrando pela portaria principal da faculdade, às 8h44, acompanhado de outro rapaz, ambos com mochilas. A mesma câmera registra, em outro momento, a entrada de um homem, que depois aparece com uma arma.
As câmeras também mostram o momento em que Railan entra correndo, já ferido, em um banheiro instalado no 2º subsolo do prédio da faculdade. A perícia também encontrou um rastro de sangue que segue do estacionamento para motos até o banheiro onde ele foi encontrado. A polícia informou ainda que aguarda novas imagens de “dezenas de outras câmeras” que possam mostrar o que aconteceu. A polícia não confirma que o atirador seja policial. 

Durante briga, filho empurra e mata mãe em São Gonçalo dos Campos

Uma senhora de 70 anos foi separar uma briga entre o filho e o neto na terça-feira (21) e acabou sendo empurrada pelo filho, Valdir Santana de 39 anos. Segundo a polícia militar, que efetuo a prisão de Valdir na tarde de ontem, Clarice Machado Santana caiu, bateu a cabeça e faleceu horas depois. O caso aconteceu em Boa Vista, povoado de São Gonçalo dos Campos. O próprio Valdir socorreu a mãe, que foi levada para um hospital em São Félix, mas mas não resistiu aos ferimentos. Valdir afirmou que não teve intenção de matar a mãe e chorou muito ao ser preso. Ele não resistiu à prisão. O caso foi registrado na delegacia de São Gonçalo dos Campos. (Bocão News)

Dilma mantém 52% e Aécio 48%, diz Datafolha

 Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira, 22, mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) numericamente à frente do candidato do PSDB, Aécio Neves, mas em situação de empate técnico. Em votos válidos, Dilma manteve os 52% do levantamento divulgado na segunda-feira, 20, e Aécio, 48%. Em votos totais, Dilma oscilou de 46% para 47% e Aécio manteve 43%. Brancos e nulos oscilaram de 5% para 6% e indecisos foram de 6% para 4%. A pesquisa mostra também que 82% dos eleitores de Dilma acreditam que ela será reeleita no domingo. No grupo dos que votam em Aécio, 78% acham que o vencedor do pleito será ele. A pesquisa Datafolha, contratada pelo jornal Folha de S. Paulo, ouviu 4.355 eleitores nesta terça-feira, 21, em 256 municípios de todo o País. A margem de erro é de dois pontos porcentuais e o nível de confiança, de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro prevista. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01160/2014. (Agência Estado)

Sigla PT perde força e, pela primeira vez, partido recebe menos votos de legenda que PSDB

O PT perdeu nas eleições deste ano o posto de partido com maior voto na legenda para a Câmara dos Deputados. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que, desde a eleição de 1990, a sigla concentrava o maior número de eleitores que preferem depositar o voto no partido e não em um candidato específico.

Mas o quadro mudou em 2014. Da legislatura passada para a atual, a queda do total de votos dados ao partido chegou a quase 25%. Não bastasse, é a primeira vez na história recente que o partido ficou atrás do PSDB no total de votos em legenda recebidos.

Pela legislação, os eleitores que votam na legenda para cargos de deputados federal, estadual (ou distrital) e ainda vereador declaram uma espécie de “voto sem cabeça”. Esse tipo de voto tem o mesmo peso para o chamado quociente eleitoral daqueles que são dados pelos eleitores aos candidatos. O quociente eleitoral, por sua vez, é o número mínimo de votos que cada partido ou coligação partidária precisa ter para eleger um representante no Legislativo. Ou seja: quanto maior os votos nos candidatos e os votos na legenda, maiores as chances de eleição.
Na eleição deste ano, os petistas receberam 1,75 milhão de votos de legenda para a Câmara dos Deputados (o que representa 21,6% do total de votos válidos). Foram ultrapassados pelos tucanos, que alcançaram 1,92 milhão de votos por esse formato (23,8%). Em 1990, o PT conquistou 1,790 milhão de votos (24,1%) e o PSDB apenas 340 mil votos (4,6%). Neste período de 14 anos, os votos válidos para deputados federais pularam de 40,5 milhões para 96,8 milhões de eleitores, um aumento de 139%.
Em termos absolutos, o partido alcançou o recorde de votações na legenda para deputado federal na primeira eleição de Lula, em 2002. Naquela ocasião, o PT conquistou 2,35 milhões de votos nessa modalidade (27,13% dos votos válidos), o que fez o partido eleger 91 deputados, conquistar a maior bancada da Câmara e, de quebra, eleger o presidente da Casa. Em termos proporcionais, o maior desempenho do partido foi em 1994, quando ficou com 50,63% dos votos válidos (2.007.076 votos na legenda).
Contudo, os votos nos partidos políticos para a Câmara tiveram uma diminuição de 914 mil entre a eleição passada e a atual, de 9 milhões para 8,1 milhões no período. PSDB e PMDB também reduziram esse tipo de votação de 2010 a 2014, mas somente o PT foi responsável por uma queda de 60% dos “votos sem cabeça” em todo o país.

Esgotamento
Historicamente, o PT sempre defendeu o fortalecimento do partido com a votação dos eleitores na legenda. Na atual eleição, por exemplo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal líder político do partido, gravou vídeo conclamando o eleitor a votar “13” no pleito deste ano.

O secretário de Organização do PT, Florisvaldo Souza, credita a perda de apoio de simpatizantes do partido à “campanha de ódio contra o PT” feita neste ano. “Enfrentamos uma campanha que foi das mais difíceis de nossa história”, disse Souza. “É uma disputa permanente. Tem momentos em que se sofre algum revés”, admitiu o secretário.

Além dos ataques ao PT, Souza cita a redução dos partidos grandes com a entrada de novas legendas no debate político e o esgotamento do modelo atual de campanha eleitoral, além das dificuldades de arrecadação em 2014.

A proporção de votos válidos recebida para a Câmara dos Deputados, tanto em legenda como em candidatos, também foi reduzida. De 2010 para 2011, o total de votos recebidos pelo partido caiu de 16,8% para 14%, mesmo com maior número de candidatos lançados. O TSE contabilizou 361 candidatos aptos a disputar uma vaga na Câmara dos Deputados este ano pelo PT. Em 2010, foram 340 nomes nesta situação. Com 70 deputados eleitos, o partido ficou com a pior bancada eleita em números desde a primeira eleição de Lula, em 2002.

Após aviso de corte da internet em celulares, operadoras devem explicações à Anatel

As operadoras de telefonia de celular, que anunciaram nesta segunda-feira (20) o fim da 'velocidade reduzida' na internet e novas formas de cobrança, terão de explicar para a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) seus planos de desativar a internet dos usuários que consumirem todo o pacote de dados no mês. Em nota divulgada pela Superintendência de Relações com Consumidores da Anatel, a agência afirma que as prestadoras precisam respeitar o direito dos consumidores e devem, ao menos, "informar de modo antecipado, amplo e transparente" eventuais mudanças no contrato. Pelas regras da Anatel, o corte completo no acesso à internet após o limite ser atingido pode ser adotado, contanto que o usuário seja comunicado com uma antecedência mínima de 30 dias. A Vivo, maior companhia no país, com 79 milhões de clientes, inicia no próximo mês, a partir do dia 6, a cobrança pelos megabytes (MB) extras no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais. De acordo com o jornal O Globo, Oi, TIM e Claro estudam lançar pacote semelhante nos próximos meses, mas ainda não há previsão. Os sistema de cobrança extra por megabytes será extendida, em seguida, para os clientes dos planos pós-pagos das empresas. Assim que atingir 100% da franquia, o consumidor receberá um SMS onde fará a contratação do pacote extra. Segundo as empresas, a mudança tornará mais eficiente a oferta de internet. A cobrança por dados extras já é feita em diversos países.

Confusão em atendimento de ebola gera quebra-quebra em Serra Leoa

A epidemia de ebola em Serra Leoa, um dos países da África Ocidental devastados pela doença, gerou protestos generalizados no país nesta terça-feira (21). Os leoneses, irritados com a falta de locais e condições de tratamento para a epidemia, foram às ruas e começaram um quebra-quebra no distrito de Kono, no leste do país. De acordo com a BBC, a confusão foi iniciada depois que quando uma equipe médica tentou tirar uma senhora de 90 anos de idade da casa e isolá-la. A idosa era suspeita de ter contraído o vírus. O filho da mulher atirou pedras nos médicos e, logo após, pessoas da cidade aderiram ao protesto. Para tentar controlar a confusão, a polícia local abriu fogo contra os manifestantes e impôs um toque de recolher. Ainda de acordo com correspondente da BBC, depois de a situação ficar controlada, a equipe médica fugiu do local e foi para um hospital próximo.

Acumulada, Mega-Sena pode pagar R$ 50 milhões nesta quarta-feira

Acumulado, o concurso 1.646 da Mega-Sena, a ser realizado na noite desta quarta-feira (22), pode pagar R$ 50 milhões para quem acertar as seis dezenas. Caso a Mega-Sena tenha apenas um ganhador e ele queira investir o prêmio, aplicando os R$ 50 milhões em poupança, poderá se aposentar com uma renda de mais de R$ 280 mil por mês, o equivalente a R$ 9.300 por dia. Ou, se preferir, pode adquirir 30 imóveis no valor de R$ 1,6 milhão cada, ou ainda, comprar 12 iates de luxo. Ninguém acertou as dezenas do último concurso, realizado no último sábado (18). Os números que saíram foram: 08 - 18 - 21 - 31 - 37 - 38. Entre os apostadores, 137 pessoas acertaram cinco números e levaram a quina, com prêmio de R$ 29.198,03. Outros 8.400 apostadores acertaram a quadra e levaram R$ 680,29. A aposta mínima custa R$ 2,50 e pode ser feita até as 19h do dia do sorteio em qualquer casa lotérica do país.

Segundo turno de eleição presidencial é o mais acirrado da história

Na corrida pela vitória no segundo turno das eleições presidenciais de 2014, os candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) protagonizam a mais acirrada batalha pela liderança do País registrada desde 1988, quando o segundo turno foi instaurado no Brasil. Também neste ano foi a primeira vez em que um candidato que não ficou em primeiro lugar no primeiro turno alcançou a liderança - mesmo que numérica - em algum momento nas pesquisas Datafolha ou Ibope no segundo turno. Na última pesquisa divulgada pelo Datafolha, nesta segunda-feira, Dilma aparece com 52% das intenções de voto, entre os votos válidos, e Aécio tem 48%. Com isso, os dois candidatos se mantêm tecnicamente empatados. Nas pesquisas anteriores, sempre empatados, Aécio liderou numericamente a corrida presidencial, alcançando 51%. O feito foi inédito, se comparado com as edições anteriores das eleições. Em todas as disputas anteriores, o candidato que alcançou o primeiro lugar no primeiro turno se manteve na liderança durante o segundo turno, tanto nas pesquisas quanto nos resultados. Aécio fez o ínedito alcançando a liderança numérica nas pesquisas, mas sua vitória seria algo ainda mais histórico. Com os resultados das pesquisas eleitorais divulgados até hoje, Dilma e Aécio têm a mesma possibilidade de conquistar a vitória, tornando essas eleições as mais imprevisíveis da história. Depois disso, os mais próximos de alcançar um empate foram Dilma e José Serra (PSDB), em 2010, quando a petista alcançou 53% contra 47% do tucano, mas a margem de erro era de dois pontos percentuais, então não houve empate técnico. Ou seja, nunca houve um empate entre petistas e tucanos, como há hoje.Relembre disputas presidenciais passadas no segundo-turno: Em 1989, Fernando Collor de Mello (PRN) disputou a Presidência da República com Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Collor, que foi estava em primeiro lugar no primeiro turno, venceu a disputa final, ganhando 49,94% dos votos válidos, contra 44,23% do petista. Na época, o Ibope não fazia pesquisas eleitorais e a última pesquisa do instituto Datafolha mostrou o petista com 44% das intenções de voto, contra 47% do rival. Na disputa entre Serra e Lula, em 2002, o petista ganhou as eleições com 61,27% dos votos, contra 38,72% alcançados pelo tucano. Nas pesquisas feitas pelo Datafolha, Lula variou de 64% a 66% e Serra, de 34% a 36%. Pelo Ibope, o petista variou entre 62% e 66%, enquanto o tucano alcançou de 34% a 37% das intenções de voto. 

Imbassahy diz que eleições intensas ajudaram um retorno da militância tucana

Um dos mais próximos aliados do presidenciável tucano Aécio Neves na campanha, o deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) avalia que a intensa mobilização em torno da disputa criou, pela primeira vez para a oposição, uma frente espontânea de militância com dimensão nacional. “Essa era uma arma importante que o PT deteve quase que exclusivamente nas sucessões passadas. Isso mudou agora, o que é muito positivo para os princípios democráticos”, salienta. Para o líder tucano na Câmara, as tropas petistas que costumam ocupar as ruas às vésperas das eleições vão se deparar, de maneira inédita, com uma corrente contrária disposta a defender suas posições. “Nos estados do Sul e Sudeste, onde Aécio é mais forte, o fenômeno é muito claro, assim como nas redes sociais, mas ele vem se repetindo no interior da Bahia, por exemplo, o PT tem maior penetração”, acrescenta. Para Imbassahy, a ajuda extra levou Aécio ao segundo turno e pode fazer a diferença em um páreo apertado, como foi apontado nas mais recentes pesquisas. (Correio)

Apoio de celebridades internacionais a Aécio Neves é fake

Era fake o apoio da atriz internacional Lidsay Lohan e da top Naomi Campbell ao candidato Aécio Neves (PSDB). Ambas publicaram no Twitter mensagens de apoio ao tucano com a hashtag #HTVBR, correspondente ao site Hollywood.TV. A empresa promove ações de marketing envolvendo famosos dos EUA no Brasil. Jairo Soares, um dos sócios da empresa, garantiu que não houve pagamento para que as postagens fossem feitas. "Eu vou votar no Aécio, então usei a minha influência para conseguir os posts", disse ele à Folha. Segundo Soares, como a companhia faz contratos com celebridades para que elas divulguem marcas de clientes, ele tem facilidade para chegar até os famosos. "A gente tem acesso [a celebridades], pedi a pessoas próximas", diz. Lindsay apagou o post. Já a modelo manteve o “apoio”.

Paraná: Jovem morre em acidente na PR 239 e outra fica gravemente ferida

O grave acidente aconteceu no início da noite de ontem (21), no quilômetro 577 da PR 239 em Iracema do Oeste, trecho que liga a Jesuítas. O Gol de Iracema do Oeste ocupado por duas mulheres capotou. A motorista Fábia Doriguelo C. Weiller, 33 anos, morreu no local. Ela foi encaminhada ao IML de Toledo. A passageira F.B, 29 anos, ficou gravemente ferida e foi levada para o Hospital Universitário de Cascavel. Elas ficaram presas às ferragens. As jovens estavam em uma academia, em Jesuítas e retornavam para casa. Não se sabe ao certo as causas do acidente. A Polícia Rodoviária de Assis Chateaubriand com apoio da Polícia Militar, Defesa Civil e Samu estiveram no local. (Terra)

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Projeto de lei quer proibir exigência de consumo mínimo em estabelecimentos

Um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados proíbe a cobrança de consumação mínima em bares, restaurantes, boates, casas noturnas ou estabelecimentos similares em todo o país. Segundo o deputado Sergio Zveiter (PSD-RJ), autor da proposta, a informação sobre a proibição deverá estar exposta no estabelecimento em local de fácil visualização. “A cobrança de consumação mínima é uma prática comum no País. O estabelecimento comercial exige do consumidor um valor mínimo, tendo ele consumido ou não, ou seja, é uma imposição de consumo”, observa Zveiter. “Obrigar o consumidor a pagar antecipadamente por produto que pode não ser consumido é impor um limite quantitativo sem justa causa”, explica o parlamentar. Atualmente, o Código de Defesa e Proteção do Consumidor já proíbe o que se convencionou chamar de “venda casada”, ou seja, a oferta de um produto ou serviço mediante a aquisição, pelo consumidor, de outro produto ou serviço ofertado pelo fornecedor. O CDC também proíbe a imposição ao consumidor, sem justa causa, de quantidades mínimas.
Perda da comanda:  O PL 7953/14 estabelece ainda regras para o caso de perda da cartela de consumo, impedindo eventuais multas abusivas. O texto define como abusiva a cobrança de valores que extrapolem duas vezes o valor da entrada e, no caso de venda de refeições a peso, valores maiores do que o equivalente ao consumo de um quilo de produto comercializado. O descumprimento da norma, segundo o projeto, sujeitará o infrator às multas previstas no CDC. A proposta será analisada conclusivamente pelas comissões de Defesa do Consumidor e pela Constituição e Justiça e de Cidadania.

Quadrilha de idosos é presa por aplicar golpe em senhora de 84 anos

A Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC) prendeu uma quadrilha de idosos suspeita de aplicar um golpe em outra idosa em Curitiba. Os três presos – dono de uma imobiliária de 68 anos, um advogado de 71 anos e um contador de 61 anos – se apropriaram do patrimônio milionário de uma senhora de 84 anos, de acordo com a polícia. Eles foram contratados pela própria idosa para cuidar dos imóveis. A Operação Terceira Idade ocorreu na segunda-feira (20) e além das três prisões, cumpriu sete mandados de busca e apreensão. Segundo o delegado da DEDC Marcelo Lemos Oliveira, a vítima é quem procurou a delegacia, após estranhar que estava com saldo negativo de R$ 100 mil em umas das contas que era administrada pelo grupo. “Ela disse que começou a suspeitar das atitudes do grupo há uns meses. A senhora também contou que estava morando de aluguel em um apartamento, enquanto o advogado morava em um dos imóveis de alto padrão dela sem pagar nada por isso”, explicou. Em 2012, a quadrilha vendeu o apartamento que a senhora morava por R$ 9 milhões e comprou outros imóveis. “Porém, os imóveis que foram comprados com este dinheiro não chegam ao valor do apartamento antigo que foi vendido. Precisamos saber para onde foi esse dinheiro”, disse o delegado. Além disso, há indícios de que o valor dos aluguéis dos outros imóveis não era repassado à idosa. A investigação agora espera pela quebra de sigilo bancário e fiscal dos envolvidos. Caso fique comprovado que eles desviavam o dinheiro da idosa, os três responderão pelos crimes de estelionato e associação criminosa. Se forem condenados, estão sujeitos a uma pena de até oito anos de prisão. (O Globo)

Blitzes do IPVA retornam no mês de novembro

Os proprietários de veículos que ainda não pagaram o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) deste ano, devem se apressar para regularizar a situação. É que a partir da segunda quinzena de novembro, os contribuintes que estão em débitos serão notificados pela Secretaria da Fazenda e terão que pagar o imposto com multa de 60% sobre o valor original. Além disso, as blitzes do IPVA, que foi motivo de disputa judicial, retornarão em novembro. A informação é do Diretor de Arrecadação da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (SEFAZ), Antônio Félix. Segundo a Secretaria, 230 mil contribuintes estão inadimplentes. O prazo, no entanto, não vale para motos. Conforme Félix, a cobrança de motos será feita em outro momento. A frota tributária na Bahia é de 2 milhões e 100 mil veículos, excluindo as motos. Este ano a Sefaz estima arrecadar 1 bilhão de IPVA. O montante ultrapassa o valor arrecadado ano passado, que foi 874 milhões. Em relação as blitzes, Félix revelou que ainda não há data definida, pois é uma operação conjunta com outros órgãos. “É uma operação realizada em conjunto com a Polícia Militar, Detran e Transalvador, além da Sefaz. Estamos ajustando os detalhes mas, como ganhamos na Justiça, mês que vem recomeçam as blitzes”, afirmou. Segundo o diretor, a vantagem de pagar o imposto ainda neste mês de outubro é que haverá apenas incidência de acréscimo moratório, sem a multa. “Verificamos o contribuinte que não fez o pagamento e o mesmo recebe uma notificação fiscal, chamada auto de infração, que equivale a valor abaixo de 10 mil reais. Essa notificação é encaminhada para todos os contribuintes em débito. Isso gera uma multa de 60% sobre o valor do IPVA. Por isso, venho chamar a atenção dos contribuintes que não pagaram, para efetuar o pagamento ainda neste mês e se livrar da multa”, explica. Além disso, aqueles que ficarem inadimplentes têm seu nome incluso no Serasa e ficam impedidos de licenciar o carro. Quem optar pela regularização da dívida deve se dirigir a qualquer agência ou caixa eletrônico do Bradesco, do Banco do Brasil ou do Bancoob, com o número do Renavam. O calendário 2014 do IPVA foi encerrado em setembro, com os pagamentos dos veículos de placas finais 9 e 0. No site da Sefaz-Ba (www.sefaz.ba.gov.br) é possível conferir essas e outras informações sobre o IPVA, que também podem ser obtidas através do call center da Secretaria da Fazenda do Estado, pelo 0800 071 0071.

Isidório diz que não reeleição de Dilma será um ‘golpe machista’ e que ‘gay nunca vai ser mulher’

O deputado estadual Pastor Sargento Isidório (PSC), reeleito para a Assembleia Legislativa, escreveu uma carta aberta para a imprensa nesta terça-feira (21) em que defende a eleição de Dilma Rousseff (PT) por ser contra um suposto "golpe machista". "Eu, o Pastor Sargento Isidório, graças a Deus não sou mais gay. E gay nunca vai ser mulher! Mulheres brasileiras, vocês não podem aceitar o golpe dos machos que está em curso", escreveu o deputado. O autointitulado ex-gay, ex-aidético e ex-drogado defende que os "machos" Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva tiveram oito anos e não entende o motivo da atual presidente não ter tal direito. "Por que capar o governo da Presidente Dilma?! Mulher trabalhadora e mãe de família! Negar mais quatro anos de governo a Dilma parece um golpe machista. Como FHC e Lula, Dilma também tem o direito de governar o Brasil por oito anos, completando seus projetos que vem melhorando a vida do povo brasileiro", afirma o deputado. Em sua carta, Isidório também defende que Fernando Henrique pretende "liberar as drogas" e, de forma controversa, fez coro às críticas do Padre Marcelo Rossi de que religiosos não devem interferir na política. "Informo aos fiéis religiosos que quanto aos 'padres' ou 'pastores' que por motivos escusos ou ingenuidade satanizam a candidata Dilma Rousseff, lembremos que no dia 26 de outubro próximo, não haverá consagração de pastores nem ordenação de padres. Tampouco escolha de dirigentes de ciclo de oração e sim, escolheremos o (a) governante máximo (a) para nossa nação", finalizou o militar licenciado. (Bahia Notícias)

Casos de chikungunya em Feira de Santana chegam a 371, diz secretaria

A Secretaria de Saúde de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, divulgou nesta terça-feira (21) que já são 371 os casos confirmados de chikungunya na cidade. Conforme o levantamento, foram notificados 1.015 casos suspeitos da doença, sendo 371 casos confirmados, 39 casos descartados e 605 que continuam em investigação. No último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do município, eram 274 o número de casos confirmados. Ainda de acordo com a secretaria do município, os casos suspeitos estão concentrados na faixa etária de 35 a 49 anos, seguida da faixa etária 20 a 34 anos e faixa etária 50 a 64 anos. O sexo feminino predomina com 665 (65,52%) e masculino com 350 (34,48%). Conforme o levantamento divulgado nesta terça-feira, foram notificados casos em 66 localidades de Feira de Santana, sendo o bairro de George Américo com a maioria das notificações, seguido pelo bairro Campo Limpo, Sítio Novo, povoado Rio do Peixe (Distrito de Jaguara), Cidade Nova, Sobradinho, Pampalona, Parque Ipê e Gabriela. Os pacientes com diagnóstico confirmado da doença não relatam viagem a países com transmissão da doença, sendo considerados casos autóctones. Não há registro de morte em decorrência da doença na Bahia.

Previdência abre concurso com 4.016 vagas

 A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) divulgou ontem edital e abriu inscrições para  concurso com 4.016 vagas nos níveis médio e superior. As oportunidades são todas para a formação de cadastro de reserva. As remunerações vão de R$ 3.129,73 a R$ 6.395,39. Em Salvador, são 15 vagas. Do total das oportunidades no país, 10% são reservadas para pessoas com deficiência e 20% são para negros e pardos. As inscrições vão até o dia  17 de novembro pelo site www.quadrix.org.br. A taxa é de R$ 50 para nível médio e R$ 80 para superior.

Policial atirou contra adolescente em estacionamento, diz faculdade

A Faculdade Área 1 aponta que a pessoa que disparou contra o adolescente de 17 anos no estacionamento da instituição era um policial. Em nota, ela afirma que o autor do disparo reagiu a uma tentativa de assalto e feriu o jovem. A Polícia Militar nega a informação e diz que ainda investiga quem foi o responsável pelos tiros.
O caso aconteceu na manhã desta terça-feira (21), quando Railan da Silva Santana, de 17 anos, tentou roubar um carro no estacionamento da Área 1 e foi baleado. Ele foi socorrido para o Hospital Roberto Santos, mas chegou na unidade médica sem vida.

Os tiros provocaram correria na faculdade e diversos jovens se esconderam em salas de aula ou na biblioteca da instituição. Ainda segundo a Área 1, nenhum aluno, professor ou colaborador ficou ferido durante a ação.
Estudantes da faculdade Área 1 afirmam que pelo menos cinco disparos foram disparados dentro da instituição. Os universitários também disseram que a pessoa que reagiu ao assalto era um policial que estuda na faculdade.

Empreiteiras envolvidas em escândalo da Petrobras articulam acordo suave

Empreteiras envolvidas no escândalo da Petrobras estudam fazer um acordo, admitindo irregularidades em troca de 
penas mais brandas para seus executivos. Por esse acordo, as empreiteiras se comprometerial a devolver o dinheiro
desviado da estatal para o pagamento de propinas a vários partidos políticos - já foram citados nomes de PT, PMDB, PP e PSDB.

Antes de avançar na ideia, as empresas esperam a definição, em primeiro lugar, do magistrado que tocará o caso. Elas já apresentaram pedidos para que o juiz Sergio Moro, do Paraná, deixe de comandar o processo. Alegam que as irregularidades não ocorreram no estado, e sim no Rio e em SP.
 O acordo de leniência dependeria também de uma grande "costura" envolvendo Polícia Federal e Ministério Público.

Donos e acionistas majoritários de algumas das empreiteiras temem que alguns de seus diretores, se pressionados, resolvam fazer, por conta própria, uma delação premiada, seguindo o exemplo de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras. Com o acordo, manteriam ao menos certo controle sobre o processo. *As informações são da colunista Mônica Bergamo, do Folha de S. Paulo.